top of page

O BEIJO DA BORBOLETA ©

Atualizado: há 1 dia

Leve, leve como a pluma, poisa em mim a borboleta

Leve, leve como a pluma

 

Um beijo, não um qualquer, poisa em mim suavemente

Leve, leve como a pluma

 

Sussurra-me palavras doces, tão diretas ao meu peito

Leve, leve como a pluma

 

De leve me toca, tão frágil e admiravelmente bela

Que flor, de entre tantas outras, pensará que sou ?

 

E logo me agita, me tira dum sossego que não é seu

Em que flor, de entre tantas outras, pensará que poisou?

 

Leve, leve como a pluma, poisa em mim a borboleta

E já, em seu voo onírico, me transporta docemente

 

Leve, leve como a pluma, poisa em mim a borboleta

O que pretende é, tão só, que eu viva intensamente

 

Leve, leve como a pluma


O Beijo da Borboleta ©

Helena Cavacas Veríssimo

13 de Abril 2024


Arte: Borboletas, Vincent Van Gogh



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page